Lepra Do Pessegueiro: Prevenção e Tratamento

A Lepra do Pessegueiro (em inglês chamado peach leaf curl) é uma doença que afeta a árvore frutífera do pêssego, mas também afeta as árvores de nectarina e damasco. Digamos que isso afeta essas árvores frutíferas de caroço. Causado pelo fungo Taphrina deformans, um fungo que parasita muito prejudicial afeta a produção de pêssegos e o rendimento de frutas, tornando o pessegueiro muito doente. Neste artigo, você aprenderá o que é a lepra do pessegueiro, como identificar que a planta está doente, como prevenir e qual é o tratamento para erradicar a lepra do pessegueiro em suas árvores de pêssego, damasco e nectarina. Tudo sobre o tratamento curativo da lepra do pessegueiro.

Lepra do Pessegueiro: Como Tratar

Além disso, neste artigo revisaremos aspectos importantes da lepra do Pessegueiro: como tratar, o tratamento caseiro da lepra do Pessegueiro, tratamento químico (fácil de aplicar e curar o pessegueiro) e tratamento caseiro preventivo da lepra do Pessegueiro. Quando e como tratar a Lepra do Pessegueiro?

Taphrina deformans em damasqueiro, pessegueiro e nectarina, assim como Taphrina pruni em ameixeira, causam lepra. Taphrina deformans é particularmente destrutiva em pessegueiro e nectarina. Nestas circunstâncias, a luta contra esta doença, que tem sido negligenciada e/ou subestimada, levando o agricultor a intervir tardiamente, adquiriu maior significado econômico, pois tem o potencial de causar o esgotamento dos ramos do ano, resultando em uma redução da produção.

Diz-se sempre que a Taphrina deformans é a causa da lepra e de deformações como a amolgadela das folhas em pessegueiros e damasqueiros, enquanto o fungo Taphrina pruni é a causa da lepra e da amolgadela das folhas em ameixeira. Entretanto, já existe um primeiro relatório na Coréia do Sul onde a Taphrina deformans poderia afetar a produção de ameixas. Aqui está o relatório científico: Primeiro relatório de Lepra de ameixa causada por Taphrina deformans na Coréia do Sul.

lepra do pessegueiro Taphrina deformans damasqueiros lepra do pessegueiro tratamento caseiro
Taphrina deformans é a causa da lepra do pessegueiro. Causa deformações das folhas em pessegueiros e damasqueiros

Taphrina deformans: Fungo Saprófito

O Que É Um Fungo Saprófito?

Taphrina deformans: Fungo Saprófito. O Que É Um Fungo Saprófito? Um fungo é saprófito quando vive de matéria orgânica e se alimenta dessa matéria orgânica em decomposição. Alguns organismos também secretam toxinas na superfície, fazendo com que a matéria orgânica, por exemplo, as folhas do pessegueiro, fique doente, de modo que a matéria comece a se decompor. É neste ponto que o fungo terá muitos nutrientes para alimentar e se reproduzir sem restrições.

Desta forma, podemos ver como o fungo que causa a lepra do pessegueiro (Taphrina deformans) é um fungo saprófito e colabora com a destruição, fazendo com que a planta fique doente. Nem todos os fungos são saprófitos e prejudiciais às plantas.

Outros fungos chamados “simbiontes” estabelecem uma relação de ajuda mútua, onde tanto a planta quanto o fungo estão em uma relação de benefício mútuo.

Taphrina deformans sobrevive hibernando nos ramos e escamas dos gomos. Os ascósporos germinam e infectam os tecidos indiferenciados de novas rebentações com a Primavera. Para ter condições germinativas para as estruturas do fungo, uma combinação de dois fatores é necessária: temperaturas não inferiores a 10 C e a presença de pluviosidade.

Após a infecção, um micélio parasita se desenvolve no interior dos tecidos, causando as típicas malformações. No final do desenvolvimento, os ascos rasgam a cutícula e assume uma aparência pulverulenta e branca, formando os ascósporos — a estrutura de hibernação do fungo.

O período de incubação dura entre 4 e 14 dias, sendo a temperatura ideal de cerca de 19°C e a temperatura máxima entre 26 e 30°C.

Na fase saprófita, a lepra coloniza a copa das árvores, enquanto na fase parassimbiótica, coloniza os interiores das árvores em crescimento. Os sintomas característicos aparecem na fase parassimpática, pois o fungo causa divisão celular e alongamento da célula (hiperplasia e hipertrofia), resultando em eczema, enrugamentos e um aparecimento de bolhoso nas folhas, rebentos e frutos.

Emerge esbranquiçadas manchas, que engrossam, formando um empolamento avermelhado nas folhas, que pode ser revestido de esporos marrons, necrosar, e morrer prematuramente.

As folhas vêm em uma variedade de cores, que vão do verde-pálido ao amarelado e ao roxo. Em casos de infecção grave, pode ocorrer uma desfoliação total, com a árvore se recuperando com um segundo rebentação, o que é bastante debilitante.

lepra do pessegueiro tratamento sintomas folhas peach leaf curl
A Lepra do Pessegueiro (em inglês peach leaf curl) é uma doença que afeta a árvore do pêssego, mas também afeta as árvores de nectarina e damasco. Causado pelo fungo saprófito Taphrina deformans.

Quais São os Fatores de Risco da Lepra Do Pessegueiro

Nos parágrafos seguintes, revisaremos sobre Quais São os Fatores de Risco da Lepra Do Pessegueiro e Como Tratar a Lepra do Pessegueiro.

Para entender como tratar a lepra do pessegueiro e estar conscientizado de qualquer situação em nosso pomar que possa danificar nossas árvores frutíferas, recomendo primeiro entender quais são os fatores de risco que predispõem a esta doença fúngica que afeta não só os pessegueiros, mas também os damasqueiros e as nectarinas.

Período de risco: As seguintes circunstâncias são favoráveis para o desenvolvimento desta doença:

A temperatura ideal é de 19°C, com uma temperatura máxima entre 26 e 30°C com chuva.

Durante a estação chuvosa, especialmente no final do inverno e no início da primavera, fique de olho nas colheitas.

No início da primavera, preste atenção especial ao inchaço dos botões.

O nome científico da lepra do pessegueiro é a doença causada pela Taphrina deformans, um fungo parasitoide muito prejudicial, que pode ser detectado pelas amolgadelas nas folhas, amarelas no início, mas depois ficam mais avermelhadas. É por causa deste efeito nas folhas que ele recebe seu nome.

Como Curar Lepra Do PessegueiroTratamento Curativo

Nos parágrafos seguintes, revisaremos sobre Como Curar Lepra Do Pessegueiro. Esta doença se espalha mais rapidamente na primavera e geralmente tem um efeito negativo sobre os frutos. Deve-se considerar também que, embora possa desaparecer no verão, se não for tratado, reaparecerá no ano seguinte.

É importante tratá-lo antes da primavera, pois se não o tratarmos a tempo, a mossa no pessegueiro será difícil de remover e arriscamos perder a colheita.

folhas do pessegueiro doentes com lepra do pessegueiro
Folhas do pessegueiro doentes com lepra do pessegueiro causado pelo fungo Taphrina deformans

Como Curar Lepra Do Pessegueiro: Tratamento Caseiro e Tratamento Natural

Se você chegou tão longe depois de pensar “não posso mais lidar com meu pessegueiro”, e você não sabe o que fazer, vamos ver como curar a lepra do pessegueiro, tratamento caseiro e que tratamento curativo natural para o pêssego e outras amolgadelas de árvores frutíferas podemos usar.

A maneira mais eficaz que conhecemos é o tratamento com oxicloreto de cobre. É o fungicida e bactericida mais eficaz para tratar amolgadelas. Como seu nome sugere, ele é feito de cobre e é realmente eficaz contra amolgadelas de pêssego e outras árvores frutíferas.

>>>> OFERTA Oxicloreto de Cobre (Portugal) <<<<

Como Tratar a Lepra do Pessegueiro Com Oxicloreto de Cobre

O oxicloreto de cobre é um fungicida de cobre com efeito bactericida para proteção de culturas, preventivo e curativo, amplamente utilizado em culturas frutíferas porque não é tóxico para frutas, água ou animais. É amplamente utilizado para prevenir e curar doenças em culturas de vinha e cítricos, macieiras e pereiras, para curar e prevenir a praga da oliveira, para tratar a lepra pessegueiro, a lepra damasqueiro, e para proteger os castanheiros. Comercialmente pode ser adquirido como fungicida de superfície que, embora seja para uso profissional, é muito fácil de ser aplicado seguindo as instruções e precauções mencionadas pelo fabricante. As apresentações comerciais contêm 50% (p/p) de cobre, sob a forma de oxicloreto de cobre.

Além disso, o tratamento da lepra do pessegueiro com oxicloreto de cobre é considerado um tratamento ecológico, pois não é poluente ou nocivo de nenhuma forma, nem para o solo, a água ou a árvore, nem para os frutos, animais ou pessoas.

O método de uso deste tratamento caseiro é bastante simples. Dissolver 3 gramas de oxicloreto de cobre por litro de água, ou a proporção necessária (por exemplo, dissolvi 15 gramas em 5 litros de água).

Colocá-lo no pulverizador e aplicá-lo na árvore. É importante fazer isso somente durante o período entre a colheita e a floração.

Deve-se notar que o oxicloreto de cobre é eficaz na cura da lepra de pêssego uma vez que a árvore é afetada, mas não é um preventivo.

Lepra do Pessegueiro Tratamento Caseiro Preventivo

Nos parágrafos seguintes, revisaremos sobre Lepra do pessegueiro Tratamento Caseiro Preventivo. Como prevenir a Lepra do pessegueiro?

Tratamento Caseiro Preventivo da Lepra do pessegueiro. Se quisermos evitar a amolgadela de nossas árvores frutíferas, é melhor utilizar o extrato de urtiga, sendo um fungicida preventivo, bactericida e inseticida.

O extrato de urtiga é o tratamento Caseiro Preventivo da lepra do pessegueiro. É praticamente o mesmo se usarmos chorume de urtiga, o que podemos fazer perfeitamente bem com as urtigas que crescem ao redor de nossas culturas. Além de ser um fungicida e um fertilizante foliar, o extrato de urtiga ou chorume de urtiga é um inseticida e repelente contra pragas como ácaros, moscas-brancas, ácaros-aranha vermelhos e pulgões.

Taphrina deformans em damasqueiro, pessegueiro e nectarina lepra do pessegueiro tratamento caseiro preventivo com urtiga
O fungo saprófito, Taphrina deformans em damasqueiro, pessegueiro e nectarina. O extrato de urtiga ou chorume de urtiga é o Tratamento Caseiro Preventivo da Lepra do pessegueiro. O oxicloreto de cobre é um fungicida de superfície para uso profissional para tratar a lepra do pessegueiro.

Como Prevenir a Lepra Do Pessegueiro e Tratamento

Nos parágrafos seguintes, revisaremos sobre Como Prevenir a Lepra Do Pessegueiro e Como Tratar a Lepra Do Pessegueiro.

Os procedimentos a seguir são fundamentais para limitar a pressão da doença no pomar:

1- Usar material de propagação que tenha garantia de ser varietal e fitossanitário;

2- Usar porta-enxertos que não causem crescimento vegetativo excessivo.

3 – Fornecer fertilizantes nitrogenados equilibrados;

4 – Podar para permitir que a árvore respire

5 – Remover detritos de poda infectados, e assim por diante.

lepra do pessegueiro Taphrina deformans em damasqueiro, pessegueiro e nectarina Passo a Passo Como Tratar a Lepra do Pessegueiro
Passo a Passo Como Tratar a Lepra do Pessegueiro

Outras Doenças do Pessegueiro

Nos parágrafos seguintes, revisaremos sobre Outras Doenças do Pessegueiro. Existem outras doenças do pessegueiro além da lepra do pêssego que também são comuns, as mais comuns são as seguintes:

Monilia, causada pela doença Monilia laxa, que gera uma podridão marrom de frutas com caroço.

Oídio em pó, uma doença criptogâmica causada por diferentes tipos de fungos como a Sphaerotheca pannosa e a Podosphaera tridactyla.

Ácaros, como o Panonychus ulmi, uma das doenças e pragas das framboesas e outras árvores frutíferas, bem como o Tetranychus urticae, uma das pragas de ervilhas mais comuns, que também afeta muitas outras verduras e árvores frutíferas.

Mosca da fruta (Ceratitis capitata). Um inseto muito prejudicial. Se você quiser saber como se livrar desta praga, temos vários métodos no posto dedicado a esta praga.

O piolho de São José, o Quadraspidiotus perniciosus, uma praga que afeta mais de 150 plantas e árvores, incluindo o pessegueiro.

Esperamos que você tenha achado úteis nossas dicas para prevenir e tratar a Lepra do Pessegueiro.

Você pode estar interessado nestes outros artigos:

Poda de Pessegueiro: Quando Podar Pessegueiro e Como Podar Pessegueiros

Como Plantar Pêssego – Passo a Passo e Cuidados

Como Podar Laranjeira Passo a Passo – Guia

Recomendamos nosso artigo sobre Como plantar laranjeira.